Ventosaterapia

A Ventosaterapia é um tipo de técnica adotada em várias correntes da medicina tradicinal que tem como base a colocação de uma espécie de copo de vidro redondo ou outras formas de inspiradores sobre a pele, gerando vácuo pela queima do ar no seu interior e fazendo sucção no local. É um método não invasivo que pode ser usado para uma ampla variedade de problemas, principalmente em dores, gastrite, artrite, lombalgias, resfriados e gripe, pressão alta ou baixa, nevralgias, entre outros.

A teoria do uso das ventosas se baseia na sucção que ela provoca quando em contato com a pele: o vácuo formado puxa pele e músculos para dentro do copo, causando uma congestão local que estimula a circulação sanguínea na superfície do corpo. Este aumento do aporte sanguíneo favorece a nutrição de músculos, dissolvendo tensões e aliviando dores musculares e articulares e removendo qualquer tipo de estagnação no corpo. Além disso, a ventosaterapia atua diretamente na desintoxicação do sangue, melhorando sua qualidade assim como a qualidade do próprio Qi do organismo.

O uso combinado da Ventosaterapia e Moxabustão facilita a desintoxicação do organismo, além de produzir uma sensação agradável de calor que relaxa a musculatura. Para tal, basta aplicar a moxa após o uso das ventosas nas manchas obtidas com a reação pigmentar, otimizando o efeito terapêutico do tratamento.

A Ventosaterapia associada à massagem também é bastante eficiente em tratamentos estéticos, para celulite e gordura localizada.

A aplicação de ventosas no corpo traz um extraordinário benefício, tanto físico quanto psíquico. Além de tratar doenças, é indicado para a manutenção do bem estar, mantendo a flexibilidade dos músculos, retirando as adesões e as fibrosidades.

A Ventosaterapia pode ser aplicada em pessoas de qualquer idade, no entanto, é contra indicada em pouquíssimos casos, como em suspeita de hemorragias de qualquer natureza e gestantes acima do sétimo mês.

Fonte: Acupunturista.net.